500 Nights

Bom, já que não tem muitas novidades, vou usar o blog pra falar de outras coisas além do Au Pair. E hoje é um dia especial pra mim e mais umas cuzonas from all over the country, então vou roubar o texto de uma delas pra comemorar esse dia. Dessa cuzona aqui.

Dizem que as pessoas entram nas nossas vidas por acaso, coisa que eu nunca acreditei. Elas entram, mesmo que não permaneçam, pra que a gente aprenda alguma coisa, ou talvez passe algo que a gente já tenha aprendido.O que faz com que elas fiquem é a amizade, o respeito, o mesmo livro de cabeceira, uma música preferida, o fato de compartilharem o mesmo dia de aniversário ou odiarem novela. Tanto faz, o importante é que elas ficam.

Eu não tenho irmãos, nunca soube o que é ter que brigar pelo canal da televisão, levar uma rasteira no meio do corredor só porque a pessoa ficou com vontade ou levar um chute por baixo da mesa.E de verdade, eu achei que tinha passado a vida toda me virando muito bem, sendo única, mas não sozinha.
Mentira, eu não TINHA irmãos. Agora eu tenho, irmãs, que são meu braço direito, meu apoio e todas essas coisas bregas e clichês que a gente diz quando ama as pessoas e perde a linha entre o sensível e o brega.

Faz 500 dias que essas loucas entraram na minha vida de uma maneira improvável, e escrever é a única maneira que eu tenho pra dizer o quanto eu as amo, sem parecer sensível demais e sem ninguém me ver choramingando, porque não dá: eu me emociono, eu choro, tem jeito não.
Tão diferentes, que às vezes eu me pergunto como a gente ainda não pulou uma no pescoço da outra ou foi embora pra nunca mais voltar. A mistura entre paciência, jogo de cintura e um senso de humor bem questionável.

Não é justo terminar essa “homenagem” sem deixar um recado pra cada uma, senão capazes de vir dizer que eu fui impessoal! (Entendeu agora a necessidade de paciência?)

(Bom, a partir daqui é comigo né, afinal os recados são pessoais.)

Luh- CompanheirONA. É quem eu procuro no msn seja pra desabafar ou pular de alegria. Me hospedou em SC, eu hospedei em SP. E se Deus quiser, não precisaremos mais disso soon. \o/
Kiter- A primeira cafofa que eu abracei, e que eu achava q não me curtia muito. É minha enciclopédia de E.R. e minha lhama preferida também.
Deide- Esse é um caso complicado. Porque tem dias que eu quero enforcar. Mas quando ela não está on, eu sinto que falta alguma coisa.
Mah- Mora na menor cidade do mundo, e sempre que eu a vejo, minha reação é pular em cima dela (qq dia desses eu mato...)
Ari- Essa tem tudo a ver com o blog, pq se Deus quiser, vai ser minha companheira Au Pair!
Loli- Minha japinha preferida no mundo inteiro. Ninguém melhor pra fuçar comigo numa loja de três andares, esse lugar é seu. (esse permanece igual o da Luh pq é exatamente isso.)
Denny- A loira mais linda do cafofo. Espero você aqui em Sampa um dia desses e quem sabe lá nos isteites tbm... Treme a p....!!!!
Juja- Mesmo que agora as coisas não sejam mais as mesmas, infelizmente, sempre será minha partê, com quem eu passei umas 20 horas indo e voltando de SC, horas e horas dando vida à Danne e compartilhando os segredos mais sujos e as risadas mais altas.
Mi- Madrinha e protetora do Mike, te espero em Sampa de novo, e tá demorando muito!!

Divido feliz todas as minhas besteiras, as ideias malucas e o Fator 46 com vocês. Amo todas, e que venham mais 500 dias.


"...we'll never stop this train."



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

nomore3x5 disse...

Mesmo o texto sendo MEEEU, eu chorei tudo de novo, com os seus comentários, e aquela foto que significa tanto tanto pra mim. S2

deide disse...

Lullys - Esse é um caso complicado. Porque tem dias que eu quero enforcar. Mas quando ela não está on, eu sinto que falta alguma coisa.

MaH disse...

amo essa foto, mesmo eu sendo a única diferente, com os braços pra trás! hauahuhauhuahua

óinnn... que lindiu!
qualquer dia eu morro esmagada mesmo, fato... mas tudo bem, sua sorte é que eu deixo vc pular em cima de mim! :p

Mi =] disse...

Shorey!!!! Quando você menos esperar, estarei na sua porta, pra comer aquele bom e velho strogonoff!!! Te amo, "minhas coisas pequenas"!

Postar um comentário