"I knew I had to leave this town...

…but I never knew when, and I never knew how...

Esse post é um post que desde que eu fiz o blog eu pensava em fazer, quando estivesse chegando a hora. Tem um texto que eu achei faz um tempo numa das minhas andanças por blogs alheios e eu me identifiquei do começo ao fim, por isso vou transcrever aqui. O texto veio desse blog aqui.



São Paulo não cabe na palma da mão - pelo chão, pelas pessoas, por uma imensidão que mal sabemos como cabe em uma única cidade. “São Paulo, aquele país mais próximo do Brasil”, dizia meu professor. É mais ou menos por aí.

Dos 455 anos, vivi 21 aqui. Nasci, cresci e ainda não conheço São Paulo o suficiente. Quando se sai nos tempos vagos- esteja sol, chuva; dia de semana ou lá pelo final dela- há sempre um lugar diferente, para humores e gostos diferentes. É isso que forma a nossa cidade: a diferença. Cabelo roxo ou amarelo, piercings ou crucifixos, um livro de filosofia, uma Bíblia ou um simples tabuleiro de xadrez debaixo do braço- você escolhe. Livrarias para ler, ou dormir. Ou encontrar alguém. Bares para beber, para se distrair, ou para abrir um laptop e trabalhar. Um bairro oriental com idosos e adolescentes, orientais ou descendentes... de espanhóis, ingleses, africanos.

Em São Paulo, você vê bicicletas no céu, garrafas gigantes no rio e vacas nas ruas. Vê 2,5 milhões de pessoas se juntarem para ver o ano passar. Do outro lado do caótico e poluído trânsito, vê um parque gigante, verde e puro. Vê a chuva cair com um grande sol no céu- e, de brinde, um grande arco-íris.
Quando você volta para casa, achando que a cidade se cala e dorme, ela está apenas se preparando para mais um dia. E se preparar para mais um dia pode ser de manhã, à tarde ou à noite. Uma feira de madrugada, um cinema às seis da manhã, todos na sua lotação máxima- essa é a rotina paulistana.

São Paulo não cabe no coração- pelo seu significado, pelo que foi e continua sendo. Talvez por ser paulistana isso seja fácil de dizer, mas tenho certeza que falo por muitos que não nasceram e até mesmo nem moram aqui. A cidade que, por tantas qualidades, nos faz deixar de lado qualquer defeito que impeça declarar o nosso amor.

Eu pensei em um mega texto pra escrever aqui, mas não tem muito mais o que dizer. Acho que todo mundo sabe o quanto eu amo São Paulo e o fato de ter tido a oportunidade de nascer e crescer aqui. Nesse ano fora vou sentir muita saudade da "minha casa", e imagino desde já quando eu tiver voltando, sobrevoando a cidade pra aterrisar. Aí você pode falar "é, vai ver as favelas e o trânsito de novo" mas isso é a minha casa.... por mais que eu sonhe com NYC, aqui é meu lugar de verdade, que eu amo sempre em primeiro lugar. Eu não gosto quando falam mal de SP (tanto que eu não falo do RJ), eu sei que essa cidade tem MUITOS defeitos, mas eu aprendi a amar a rua que eu cresci, meu bairro, minha cidade, como são. 

No fim do ano passado, na véspera de Natal, fomos no Ibirapuera ver a àrvore e a dança das águas. Juro que me segurei pra não chorar, só de pensar em como minha cidade é linda. E como eu vou sentir falta dela.... a MINHA cidade maravilhosa. Te amo, São Paulo.

PS1: Essa é minha fotocolagem da cidade... quando eu postei as fotocolagens eu falei que tinha a de SP mas ia postar depois, tava guardando pra isso. Só coloquei macas d'agua porque vai que alguém copia né...

PS2: A música do título (eu e as músicas) é September - Chris Daughtry, do cd Leave this Town.... que aliás, eu SUPE RECOMENDO, o cd inteiro é mega bom... e o Chris é outro delicia meu (não tanto quanto o David mas enfim hohoho)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

10 comentários:

Jk Bueno disse...

Lu!!! O texto eh lindo viu!!!
Caraca como o tempo voou! Daqui praticamente 10 dias eh o seu embarque!!! Caraca....
Eu ja falei com os meus hosts e eu vou no Brazilian Day, vc vai estar la???
Bjusssssss

Mirelle disse...

Oi Lu
Lindo post
Eu tb amo Sampa de coração
Nasci e vivi uns poucos anos ai mas moro pertinho e volto sempre já q todos os parentes e mtos amigos da vida toda estão ai.
Provavelmente não aproveitei mto das oportunidades dai mas só de saber q estou pertinho é reconfortante. Tb vou sentir falta dela! ADORO!
Eu tb não falo mtoo mal do Rio mas Sampa é mto melhor! hahaha
Adorei o trecho q diz q Sao Paulo é aquele país próximo do Brasil.
É isso mesmo! Somos uma verdadeira nação!

Nice Moraes disse...

Amei seu post Lu, concordo plenamente com td, e tbm não aceito q falem mal de sp de jeito nenhum, assim como do Brasil! Vou passar um ano ou dois nos EUA e vai ser ótimo, mas vai ser mto bom estar de volta qdo a hora chegar!

Suellen disse...

Lindo texto, adoro minha cidade tb apesar dos pesares...

bjos

Marcelly disse...

Luuuu!!!

Tudo que está escrito aí é tudo o que eu penso e sinto tbm!!! Tenho orgulho em dizer que São Paulo é a minha casa, que nasci e vivo aqui e que cada vez que ando pelas ruas do centro e vejo as pessoas com pressa, os lugares marcantes como o viaduto do Chá e tantos outros, nunca me canso de admirar.

Também fui ver a dança das águas e a árvore no Ibirapuera, e é lindo, é lindo ver todo aquele povo encantado e batendo palmas...São Paulo é mesmo incrível, e tbm a amo demais!!!

Beijoooooossss...

sil hutch disse...

Oi Lu!
Obrigada por visitar meu blog!
Então você está deixando nossa sweet home para se aventurar em NY? Sabe, eu até tenho uma pontinha de vontade de passar um tempo em NY justamente por causa do meu "complexo bradshaw". É, há uma Carrie dentro de mim que pulsa para respirar o fashionismo de NY. Quem sabe um dia. Na verdade meu coração bate pela Austrália, estou indo pra lá em Agosto!
Espero que você tenha sucesso na sua viagem, e aproveite MUITO e sempre pense que foram 20 e poucos anos em Sampa, e será 1 em NY. Tempos que não voltarão! Enjoy! Beijos!!

Diana disse...

Oi!!
Primeira vez no teu blog.
Estou-te linkando.
Sou portuguesa e vou ser au pair em junho em NY.

Beijinho

Thais Coelho disse...

Amei o post!!!
Estou morrendo de saudades de Sampa, nem acredito que faltam 10 meses ainda para eu voltar...
Boa sorte para vc!!!

Marília disse...

Oi Lu!
O texto eh lindo mesmo!
Eu tenho familia em Sao Paulo, mas sou do interior. Gosto de muita coisa em Sao Paulo, mas tenho medo dela tambem. Eu tambem fui ver a danca das aguas no Natal, e eu chorei.
Eu acho lindo amar o lugar de onde a gente vem, eu amo a minha cidade tambem. Mas isso soh torna tudo mais dificil quando a gente vai embora. Isso eh uma droga.
Beijos!

Bárbara - Eco na Lua - disse...

Nossa, MUITO lindo o texto, AMEI!
s2
Eu sou de Sampa, mas moro em Aracaju há 12 anos. Sinto muita falta daí e sou louca pra voltar. Tb odeeeeeio quando falam mal, e aqui falam bastante. ¬¬ Vivo defendendo MINHA cidade.
u.u
Apesar de tb defender Aracaju quando falam mal. hahahaha

Postar um comentário